Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tia! Tia! Tia!

As tias têm voz. E histórias.

A tia é uma zombie

6 da manhã de uma qualquer madrugada, ainda não terias os 4 anos feitos.

- Olá, tia... são horas do pequeno-almoço?

- Olá, sobrinha... dorme, ainda é muito cedo.

2 minutos depois.

- Tia, e agora, ainda é cedo?

- É...

Esperas um bocadinho. Voltas à carga:

- Tia, já é dia, já podemos tomar o pequeno-almoço?

- Não, sobrinha... o sol ainda dorme, coitadinhos do sol e da tia...

Mais 1 minuto...

- Tia...

- Dorme, sobrinha...

- Oh, tia, mas a minha barriguinha tem fominha...

Levanto-me. Passo na casa-de-banho e lavo a cara com água fria para me aquecer nas três horas mal dormidas, atravesso a sala e o salão gelado de azulejos, chego à cozinha. Não há leite, vou à despensa, pego no leite e na caneca, aqueço no microondas, atravesso de novo o salão de azulejos, a sala, o corredor... e dou contigo a dormir atravessada na cama.

10 comentários

[acho que...]