Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tia! Tia! Tia!

As tias têm voz. E histórias.

Auto-crítica

No dia do casamento da prima S., não resisti e apresentei-te o blogue - explicar-te que quero escrevê-lo para ti e contigo será noutro dia.

Entre cansaços da viagem, da excitação da festa, da febre, ainda vimos 3 ou quatro postais.

- Está muito bonito, Tia! Foste tu que fizeste?

- Não, Sobrinha. Eu tive a ideia, uma amiga decorou e tu deste-me as histórias.

Sorriste. Vimos mais 1 ou 2 postais, enquanto rias e comentavas que te lembravas ou não lembravas, e quando chegámos ao teu auto-retrato:

- Oh, Tia! Esse desenho está todo mal feito, tia! Olha ali, todo torto! Não gosto nada dele!

- Mas, Sobrinha, eu acho-o tão bonito, tão colorido e cheio de pormenores...

- Mas oh, tia, não vês? Eu não tenho os ombros e a cara assim, pois não?! Eu fiz esse desenho só porque estava à tua espera, Tia, não era um desenho desenho...

 

11 comentários

[acho que...]