Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tia! Tia! Tia!

As tias têm voz. E histórias.

Instrumentos musicais

Tinhas 8 meses quando te dei o tambor. Nota que não o fiz por paga dos sábados e domingos em que a tua mãe me acordou às 7 da manhã... Poderia ter sido, mas não: queria habituar-te à expressão musical de pequenina. E por isso dei-te o tambor, que sabiamente ficou em casa dos avós. E dei-te o xilofone. E a pandeireta. E...

Nunca encontrei a corneta que queria, daquelas simples, de soprar: eram todas de teclas, com sons de vaquinhas e buzinas e telefones. E eu perguntava nas lojas para que servia uma corneta daquelas, e as vendedoras e os vendedores ficavam muito espantados, como se nunca ninguém lhes tivesse dito que uma corneta devia ter som... de corneta!

Enfim, não te comprei a corneta, mas descobri uma harmónica. Em madeira, com umas pinturas suaves mas muito bonitas (tinha cor-de-rosa, claro!) e pequenina, para caber bem nas tuas então pequeninas mãos.

Eu sabia que a corneta faria falta! Há 5 anos que a harmónica é dos teus brinquedos preferidos... Mas tenho que te comprar outra, aquela já está pequenita... e rouca.

Tem mesmo de ser! Até porque os dentes da frente ainda te estão a crescer e sem eles as sessões musicais são um drama:

- Oh, tia, mas eu queria assobiar com os dedos, como tu...

12 comentários

[acho que...]